SAPREUNEGESTORESREGIONAL7ABC

O secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, e o Diretor do Deap, Vladecir Souza dos Santos, estiveram reunidos nesta quarta-feira (17), em Blumenau, com os gestores da Regional 07, formada pelas unidades localizadas no Médio Vale.

No encontro, o titular da SAP falou sobre as ações de combate ao Covid-19 nas unidades prisionais, reforçando a importância da manutenção dos procedimentos de segurança, prevenção e controle, conforme os protocolos estabelecidos pela Sala de Situação.

Na oportunidade, o Diretor da Deap, apresentou os desafios e os projetos que pretende desenvolver à frente do Departamento de Administração Prisional (Deap). A Regional do Médio Vale é coordenada pelo agente penitenciário Cleverson Henrique Drechsler e composta pelos gestores da Penitenciária Industrial de Blumenau (PIB), Presídio Regional de Blumenau (PRB), Presídio Regional de Rio do Sul e Upa de Indaial.

GESTORES BLU1

Após a reunião com o gestores, o secretário Leandro Lima fez uma inspeção na unidade, acompanhado do gestor do PRB, Dilmar Orlando. 

REUNIAOCONSEJACOESPANDEMIA

O secretário da SAP e vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Justiça, Direitos Humanos e Administração Prisional (Consej), Leandro Lima, participou nesta terça-feira (16) de uma videoconferência com os integrantes do Consej. O Conselho é formado pelos secretários de 26 estados e do Distrito Federal.

O convidado do encontro para debater os desafios do sistema prisional frente à pandemia foi o médico oncologista Dr. Dráuzio Varella, que há 30 anos trabalha de forma voluntária no sistema prisional de São Paulo. Ele falou em nome do Instituto Todos pela Saúde, grupo gerido por especialistas de diversos setores da área cujo objetivo é contribuir para combater a pandemia nas diferentes classes sociais e apoiar as iniciativas da saúde pública.

“Toda essa vivência me deu uma noção da complexidade que é o sistema prisional do Brasil”, disse Dráuzio. Para ele, o isolamento dos internos – com a suspensão das visitas de familiares é um enorme desafio para o sistema. “Os senhores secretários têm sido muito hábeis até o momento porque não é fácil convencer o preso que ele não vai receber a visita da família. Provavelmente eles estão entendendo o que se passa aqui fora”, observou.

Dráuzio Varella fez ainda uma avaliação do avanço do vírus no mundo destacando que, no Brasil, a expectativa era que a contaminação fosse mais rápida em cidades como São Paulo. “Mas fomos surpreendidos com a velocidade da contaminação no Norte e Nordeste do país.”

Em nome dos secretários da Administração Prisional da Região Sul, o titular da SAP, Leandro Lima, reforçou a importância da adoção de medidas para compensar a suspensão das visitas presenciais e o envio de cartas. Lima destacou que a comunicação entre os apenados e suas famílias por meio da visita virtual e de e-mails tem sido uma importante ferramenta para a manutenção da estabilidade do sistema.

A videoconferência foi coordenada pelo Presidente do Consej e secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico.

Jefferson Lazarotto

A Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) informa, com pesar, o falecimento do Engenheiro Jefferson Lazarotto. Ele tinha 46 anos e faleceu nesta segunda-feira (15), no Hospital da Fundação, onde estava internado, no município de São Lourenço do Oeste.

Jefferson era servidor da Secretaria de Estado da Administração, mas estava atuando à disposição da Gerência Técnica de Edificações (Geted) da SAP, de onde estava afastado para tratamento de saúde.

A SAP presta a suas condolências aos familiares e amigos de Jefferson, ao mesmo tempo que lamenta profundamente a perda de tão competente servidor.

complexo penitenciario do estado inaugura nova biblioteca 20200613 1054015247

O Complexo Penitenciário do Estado (COPE), localizado em São Pedro de Alcântara, inaugurou uma biblioteca, equipamento importante para apoiar os programas de reabilitação social e econômica dos apenados. A montagem do novo espaço foi viabilizada com a mão de obra dos internos e recursos do Fundo Rotativo da unidade. O Fundo Rotativo é um modelo de gestão da atividade laboral desenvolvido no sistema prisional catarinense, no qual 25% do salário que o preso recebe da empresa que o contrata é investido em melhorias para a unidade.

A biblioteca ocupa uma área de 100 metros quadrados e tem aproximadamente mil obras selecionadas, que estão disponíveis para todos os reeducandos da unidade. Toda a reforma do local foi feita com mão de obra dos apenados e os livros do acervo foram doados.

A gerente de Saúde, Ensino e Promoção Social do Complexo, agente penitenciária Samayne Freitas Coelho, destaca o papel cultural dos livros. “A leitura como forma de abranger horizontes e conhecimento é sem dúvida parte importante no processo de ressocialização. Foram selecionadas obras que agregam conhecimento, sem conteúdos violentos”, explicou. “Com esforço e dedicação entregamos ao sistema prisional catarinense uma peça importante no processo de readequação do indivíduo à sociedade”, completou Samayane.

Novas estruturas

A biblioteca não é a única nova estrutura no Cope. Também foram recentemente inaugurados um Centro Tático Operacional e um Canil para a Divisão de Operações com Cães (DOC), anexos ao Complexo. O Centro Tático Operacional possui aproximadamente 15.000 metros quadrados e abrange três estandes de tiro que podem ser utilizados simultaneamente, com capacidade para 90 alunos no total. Além dos estandes, o espaço possui áreas de treinamento, sala de apoio para instrutores e coordenadores, arquibancada, vestiários e banheiros. O investimento total foi de R$ 130 mil, com mão de obra dos presos da unidade.

Já o Canil da Divisão de Operações com Cães (DOC) foi construído a partir da reforma de uma estrutura anexa ao Cope, com espaço operacional e administrativo e capacidade para até quatro cachorros, com o investimento de R$ 15 mil.