Editada 1

O Diretor de Departamento de Administração Prisional, Vladecir Souza dos Santos e a equipe do Deap realizaram nesta sexta-feira (07), uma visita técnica, nas obras de construção da Penitenciária Industrial de São Bento do Sul. “Essa obra é fundamental para melhorarmos a disponibilidade de vagas para presos condenados da região Norte de Santa Catarina”, disse Vladecir.

Editada 2

Com capacidade para receber 364 reeducandos, a unidade terá controle aéreo e foi projetada para atender às demandas do sistema prisional. Além das celas e espaços de convivência, há módulos específicos para atendimento de saúde, tratamento de dependentes químicos, visita social. A Penitenciária também tem projetado locais para receber oficinas de trabalho e salas de aula, entre outras áreas fundamentais para garantir que o interno vislumbre a possibilidade de reabilitação social e econômica, durante o cumprimento da pena.

REUNIAO GESTORES DEAP

O Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, fez a abertura do Encontro de Gestores Regionais do Deap, realizado nesta quarta-feira (05), na sede da SAP, em Florianópolis. O objetivo da reunião foi promover a troca de experiências entre as regionais e fazer uma avaliação geral e ampliação dos procedimentos de segurança, prevenção e combate à Covid-19, adotados no sistema prisional desde o dia 16 de março. Os representantes das seis regionais também compartilharam experiências e boas práticas no combate à Covid-19 no sistema prisional.

No encontro, o Secretário Leandro Lima destacou o engajamento dos agentes penitenciários neste momento de turbulência mundial, em decorrência da pandemia. “Nunca fomos tão bons e tão extraordinários quanto agora. Estamos mantendo o sistema funcionando, organizado e disciplinado, porque todas as equipes estão dispostas a enfrentar esse inimigo desconhecido”, observou.

Coordenador da Sala de Situação, o agente penitenciário Alissandro Monteiro, agradeceu o envolvimento dos gestores regionais, das unidades e suas equipes, na execução dos protocolos para minimizar os impactos da Covid-19 no sistema prisional catarinense.

O Diretor do Deap, Vladecir dos Santos, disse que o encontro foi um momento para refletir sobre as ações já implantadas, readequar processos e avaliar cenários. “A constante reavaliação das nossas ações é fundamental para que tenhamos mais eficiência na prestação dos serviços à sociedade”, concluiu.

Encontro contou com a participação do secretário adjunto Edemir Alexandre Camargo Neto; da Corregedora Tatiane Leandro; da Diretora de Inteligência e Informação (Dinf), Cristiane Nascimento e dos gerentes Alexandre Brum (Regional 1 – Grande Florianópolis); Maira Montegutti (Regional Sul); João Renato Schitter (Norte); Marta Regina Ambrósio (Vale do Itajaí); Diego Costa Lopes (Serrana e Meio Oeste); Alecsandro Zani (Oeste) e Cleverson Drechsler (Médio Vale).

PENITENCIÁRIA SUL VIDEOAUDIENCIA

A Penitenciária Sul conta agora com duas salas para a realização de videoconferência, importante ferramenta para garantir os direitos do apenado e  reduzir os deslocamentos com escoltas. Para garantir a qualidade sonora das audiências, a sala foi revestida com isolamento acústico (lã de vidro nas paredes e placas de contenção de reverberação).

Os espaços foram readequados com recursos do Fundo Rotativo da unidade em parceria com o poder Judiciário que fez a doação dos computadores e demais equipamentos necessários à transmissão. “Além da eficiência nos serviços, essa iniciativa também resulta em economicidade para os cofres públicos, porque a videoaudiência ocorre na unidade e reduz o número de escoltas”, observa do gestor da Penitenciária Sul, Wagner Batista Ismael.

 

AULA

O Curso de Formação profissional para Agente Penitenciário começou nesta quarta-feira (29), no Centro de Treinamento do Complexo Penitenciário de São Pedro de Alcântara. Ao todo são 980 candidatos que participam do CFP, última etapa do Concurso para Agente Penitenciário que prevê 600 vagas. Em função das restrições provocadas pela pandemia, o curso está sendo desenvolvido em disciplinas práticas e em EAD. Para garantir as condições sanitárias exigidas pelo momento, o curso ocorre em turmas de 25 alunos, em locais ao livre, na área do Complexo, respeitando todas as normas de segurança estabelecidas pelas Vigilância Sanitária e Epidemiológica.

Antes de começar a aula prática, todos os participantes estão sendo submetidos à anamnese, testagem e aferição da temperatura, uso de equipamento de segurança, entre outros cuidados.