Depen acompanha aplicação do Encceja em SC 2


O Coordenador de Educação, Cultura e Esporte do Departamento Penitenciário Nacional, (Depen), Carlos Rodrigo Dias, está acompanhando a aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) em Santa Catarina. O Exame, que começou a ser aplicado ontem e encerrado nesta quinta-feira (14) teve 8.929 inscritos, sendo 8.632 internos do sistema prisional e outros 297 adolescentes que estão cumprindo medida socioeducativa.

Nesta quinta-feira (14), Carlos Dias esteve nas unidades de Joinville - Penitenciária Industrial e Presídio Regional onde havia 432 apenados inscritos prestando as provas do Encceja. Amanhã (15) acompanhado das Policias Penais da Gerência de Desenvolvimento Educacional (Geduc), Josiane Melo e Ladice Almeida, o representante do Depen visitará Barra Velha.

A inspeção das áreas educacionais do sistema prisional começou nesta quarta-feira (13), quando Carlos Dias foi recebido no Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, onde 606 internos estavam inscritos no Exame. Após apresentar os locais das provas, a Gestora da Regional do Vale do Itajaí, Marta Regina Ambrósio, aproveitou a oportunidade para apresentar ao Coordenador do Depen outras atividades que são desenvolvidas na unidade que contemplam a área de atuação do referido profissional. Dentre elas, o Projeto Rosas de Outubro ação desenvolvida em parceria com a Unisul e Univali e que vai atender 100% das mulheres privadas de liberdade do Presídio Feminino de Itajaí.

Depen acompanha aplicação do Encceja em SC 1


Divididas em grupos de 20 internas, garantido assim o respeito às regras sanitárias, elas participam de palestras com os profissionais da Unisul sobre saúde da mulher e, em seguida, os Doutores da Beleza, da Univali, ensinam técnicas de auto maquiagem, uma forma de também despertar o auto cuidado. “Essas ações são muito importantes porque despertam a auto percepção e sentimento de responsabilidade para consigo”, observou a Gerente Regional do Vale do Itajaí, Marta Regina Ambrósio.

Após a sessão de maquiagem, as internas participam de uma sessão de fotos, realizada por alunos do Curso de Fotografia da Univali e, posteriormente cada uma receberá sua fotografia como forma de incentivar conscientização sobre saúde, bem-estar e resgate da autoestima.

WhatsApp Image 2021 10 13 at 17.39.14

O Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, e o Secretário Adjunto, Edemir Alexandre Camargo Neto, receberam nesta quarta-feira (13) a visita institucional do Deputado Estadual Volnei Weber.
Presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Alesc, o Deputado tratou do Estatuto da Polícia Penal e conheceu o modelo de reabilitação social e econômica implantado pela SAP nos sistemas prisional, que mantém 13 mil presos em atividade educacional e outros 5 mil trabalhando nas unidades prisionais de SC.

Dia de visitas especiais na SAP 5 cópia

Dia mais do que especial na SAP com a visita dos Policiais Penais, Luciano Turatto, nosso querido Verdão, e José Wanderley Wordell, o “Seu Zinho”. Mais do que servidores exemplares da Penitenciária Regional de Curitibanos, eles representam a alma guerreira que caracteriza os profissionais que trabalham no sistema prisional catarinense.

Verdão que atua no sistema há 13 anos se recupera da Covid-19 depois de passar mais de seis meses internado e, Seu Zinho, com 31 anos de casa venceu as dificuldades ocasionadas por problemas cardíacos.
Durante a visita à SAP eles foram recepcionados pelo Secretário Leandro Lima e pelo Secretário Adjunto, Edemir Alexandre Camargo Neto e receberam o carinho de inúmeros colegas de profissão.
Na vida, ter fé não significa que tudo dará certo, e sim que tudo pode ser superado. Força e honra sempre!

Dia de visitas especiais na SAP 6

23.02.2021 ENEM Peinitenciaria da Capital 9


A Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa aplica nos próximos dias 13 e 14 de outubro as provas do Encceja PPL -Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade. Ao todo são 8.929 inscritos, sendo 8.632 do sistema prisional e outros 297 adolescentes que estão cumprindo medida socioeducativa.
Para o Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), Leandro Lima, a oferta de ensino e de vagas de trabalho são fundamentais para a reabilitação social. “Temos que ter em mente que esse interno vai retornar à sociedade e queremos devolver ele melhor do que quando entrou no sistema. Com ensino e capacitação, o egresso tem mais condições de retomar seu convívio social e não reincidir no crime”, assinalou.


Na quarta-feira (13) serão realizadas as provas do Ensino Fundamental que contemplam as disciplinas de Ciências Naturais (Prova I), Matemática (Prova II), Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação (Prova III) e História e Geografia (Prova IV). Na quinta-feira (14) será a vez dos candidatos do Ensino Médico testarem seus conhecimentos em Ciências da Natureza e Suas Tecnologias (Prova I), Matemática e suas Tecnologias (Prova II); Linguagem Códigos e suas Tecnologias e Redação (Prova III) e Ciências Humanas e suas Tecnologias (prova IV).
Responsável pela Gerência de Desenvolvimento Educacional (Geduc) da SAP, a Policial Penal Josiane Melo enfatizou que o número expressivo de inscritos reflete na prática o engajamento da SAP nos propósitos da ressocialização. “O acesso ao Encceja demonstra um propósito comum de ressocialização nos sistemas prisional e socioeducativo, pois oferece às pessoas privadas de liberdade a possibilidade de elevação de escolaridade” declarou a Josiane Melo.


O participante é considerado habilitado para receber a Certificação de Conclusão do Ensino Fundamental ou Médio se atingir o mínimo de 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento, além de 5 pontos na redação. Além disso, ele pode receber também a Declaração Parcial de Proficiência, avaliando-se os exames para cada uma das provas.
A participação no Encceja PPL é voluntária, gratuita e destinada a jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada. Por meio do exame, os participantes têm a oportunidade de conseguir a certificação tanto para o Ensino Fundamental quanto para o Ensino Médio.