VIDEOCONFERENCIAGESTORESPRSCRS

O secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, se reuniu por meio de videoconferência nesta segunda-feira (01) com os secretários de Administração Prisional do Paraná e do Rio Grande do Sul. O objetivo do encontro foi compartilhar as experiências e desafios no enfrentamento à pandemia do Coronavírus (Covid-19) nos sistemas prisionais do Sul do Brasil.

Além de debater as ações de prevenção e segurança já implantadas em cada estado a fim de minimizar o contágio por Covid-19, os secretários alinharam estratégias para fortalecer as barreiras sanitárias nas unidades prisionais.

Participaram da reunião o Secretário da Segurança Pública do Paraná, Coronel Romulo Marinho Soares e o Secretário da Administração Penitenciária do Rio Grande do Sul, Cesar Faccioli.

01MASCARA CHAPECÓ

O  Complexo Penitenciário de Chapecó está produzindo máscaras descartáveis em tecnologia SMMMS, especificação que garante filtragem bacteriana superior a 95% para ser usada em ambiente administrativo.

Depois de um período de testes com materiais, ajustes de equipamentos e aprovação junto aos órgãos certificadores de qualidade, a fabricação de máscaras descartáveis entrou em escala industrial.

Por dia a produção média é de 25 mil unidades devendo alcançar as 600 mil máscaras por mês. Cada pacote com 50 unidades será comercializado por R$ 40, ou seja, R$ 0,80 por máscara, preço bastante competitivo no mercado. A atividade é desenvolvida por 120 apenados da Penitenciária Agrícola de Chapecó.

“O sistema prisional catarinense está operacionalizando uma das mais graves demandas atuais do nosso país. A produção vai atender não apenas às necessidades dos nossos servidores, mas de todas as frentes de combate ao Coronavírus (Covid-19) do Governo do Estado”, salientou o Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima.

O Gerente da Regional Oeste do DEAP, Agente Penitenciário Alecsandro Zani, destacou que foram realizados diversos testes até se chegar à configuração de um produto que oferecesse segurança. "A produção de máscaras pelo Complexo Penitenciário de Chapecó é resultado da soma de esforços entre a SAP, DEAP, agentes penitenciários e apenados do Complexo. As máscaras são fruto de muito estudo e avaliação de órgãos de fiscalização. Essa ação é uma forma encontrada pelo Complexo para auxiliar no combate ao Covid-19 e trabalhar a reabilitação social dos apenados", observa o Gerente da Regional Oeste, o agente penitenciário Alecsandro Zani.

Para enfrentar a pandemia por Coronavírus, a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) adotou uma série de ações de prevenção e de segurança nas unidades prisionais e socioeducativas. Desde o dia 13 de março, ambos os sistemas vivem uma nova rotina para minimizar os riscos de contaminação pelo Covid-19.

Boletim diáriobotaocovid

Compras Realizadasbotaocovid

Sala de Situaçãobotaocovid19

Notas oficiaisbotaocovid

Atendimento Covid 19

Central de Regulação de Vagasbotaocovid

Diretrizes geraisbotaocovid19

Fluxograma de atendimentos Internobtaocovid

Portariasbotaocovid

Nota técnicabotaocovid

Protocolo de Atuaçãobotaocovid

Plano de Contigênciabotaocovid19

Muralha Sanitariabotaocovid

Manual de desinfecçãobotaocovid19

Relatório das principais açõesbotaocovid

Prefeituradetubaraomascaras

Foto: Marcelo Becker

O secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima e o prefeito de Tubarão Joares Ponticelli fizeram uma visita institucional nesta quinta-feira (28) ao Presídio Masculino. Leandro Lima entregou ao prefeito Ponticelli um kit com 10 máscaras de proteção da Covid-19 produzidas pelos internos do Complexo Penitenciário de Chapecó.

Na oportunidade, o gestor da unidade, Guilherme Martins, a Gerente da Regional Sul, Maira Montegutti, e o titular da SAP apresentaram as atividades desenvolvidas no presídio, com foco na reabilitação social e econômica dos internos, a fim de viabilizar parcerias com a prefeitura.