VTR COPE

O sistema prisional catarinense recebeu quatro novas viaturas, sendo que três delas estão equipadas para escoltas de alto risco e uma destinada ao uso exclusivo da Divisão de Operações com Cães (DOC). O Governador Carlos Moisés fez entrega oficial ao Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, nesta quarta-feira (26), no Complexo Penitenciário do Estado (COPE), em São Pedro de Alcântara.

Ao todo foram investidos R$ 840 mil, dos quais R$ 420 mil com recursos do estado e o restante com recursos federais.

Após a solenidade de entrega das viaturas, o Governador Carlos Moisés visitou o Centro de Treinamento do COPE onde estão sendo realizadas as aulas práticas do Curso de Formação Profissional (CFP) para Agente Penitenciário, última etapa classificatória e eliminatória do Concurso Público que prevê a contratação de 600 novos agentes, futuros policiais penais.

Aos alunos do CFP, o governador destacou a importância dos servidores públicos que atuam no sistema prisional. “O sistema não anda sozinho, ele é feito por pessoas e, se tem qualidade e reconhecimento, isso e resultado do trabalho destas pessoas”, observou.

Em sua fala, Leandro Lima, disse ao grupo de alunos que a atividade prisional precisa ser executada de forma reta e exige motivação diária e muita dedicação. “E um exemplo para vocês se espelharem é o Diretor do Deap, Vladecir Souza dos Santos que está há mais de 30 anos trabalhando no sistema com muita coragem e empenho. Ele é um exemplo de servidor público a ser seguido”, assinalou.

Edemir Alexandre Camargo Neto, secretário adjunto da SAP, observou que a  gestão técnica e transparente implantada no Governo do Estado dá mais autonomia para trabalhar e que isso tem se refletido em ganhos para a sociedade. “Essas viaturas não foram adquiridas com dinheiro novo, elas são o resultado do dinheiro público melhor aproveitado”, enfatizou Alexandre.

VTR COPE VTRS

Também participaram da solenidade, o Secretário da Administração, Jorge Tasca; o Deputado Federal Fabio Schiochet, o Diretor do Deap, Vladecir Souza dos Santos, o Diretor da Acaps, Paulo Roberto de Oliveira, entre outras autoridades.

REDES SOCIAIS

O Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), Leandro Lima e o adjunto Edemir Alexandre Camargo Neto receberam nesta segunda-feira (24) a Secretária Adjunta da Fazenda, Michele Roncálio, no Curso de Formação Profissional (CFP) para Agente Penitenciário. As aulas práticas da formação entram na reta final e estão sendo realizadas no Complexo Penitenciário do Estado (COPE), em São Pedro de Alcântara. Há ainda outras disciplinas ministradas em formato EAD.

O Curso de Formação Profissional conta com 980 candidatos e é a última etapa, classificatória e eliminatória, do Concurso Público para Agente Penitenciário que prevê o preenchimento de 600 vagas. Na abertura da última semana de atividades práticas no COPE, Leandro Lima, destacou a importância da atividade formativa para a qualidade do serviço que a sociedade espera e precisa dos agentes penitenciários. “Estamos vivendo uma das fases mais importantes de ingresso de agente penitenciário, futuros policiais penais, com muito rigor, com muito conhecimento e num local tão simbólico como o Complexo Penitenciário do Estado, aqui em São Pedro de Alcântara”, disse.

Convidada especial desta segunda-feira, a Secretária adjunta da Fazenda, Michele Roncálio, assinalou a importância dos servidores públicos na execução de suas atividades para melhorar as entregas à sociedade catarinense e parabenizou a equipe da Acaps pelo trabalho.

O secretário adjunto da SAP, Edemir Alexandre Camargo Neto, elogiou o trabalho desenvolvido pela Academia de Administração Prisional e Socioeducativa (Acaps) e destacou que é preciso seriedade na realização das rotinas de trabalho e responsabilidade com o gasto público.

Desenvolvido pela Acaps, o Curso de Formação Profissional para Agente Penitenciário tem uma carga horária de 420 horas/aula entre atividades práticas e em EAD. No Complexo Penitenciário do Estado (COPE) estão sendo realizadas as aulas práticas de tiro, escolta e técnicas operacionais. Para atender às orientações das autoridades sanitárias, cada turma tem 25 alunos e as aulas são ao ar livre ou em ambientes ventilados. As disciplinas teóricas são na modalidade à distância e contam com canal diretor para tirar dúvidas com os docentes.

SAP apresenta boas práticas no seminário de gestores do Depen

O Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, foi o palestrante da 21ª Reunião Online de Diretores, Gestores e Servidores da Execução Penal do Sistema Prisional Brasileiro realizada nesta quinta-feira (20). O evento foi aberto pelo Diretor de Politicas Penitenciárias do Depen, Sandro Abel Sousa Barradas e também contou com a mediação do Coordenador de Participação Social e Atenção ao Egresso, Cristiano Torquato.


Leandro Lima destacou que a SAP atua em três eixos: a valorização do servidor, a reabilitação social e econômica dos internos e investimentos em infraestrutura. “Para que possamos continuar mantendo e ampliando as políticas de oferta de trabalho e de ensino para os internos, precisamos que nossos servidores estejam preparados para estas demandas”, disse Lima.


Na sua exposição, Lima, que é servidor de carreira há 32 anos, destacou que quando ingressou no sistema as necessidades de uma unidade prisional eram muito diferentes das de hoje. “Hoje temos um cenário muito mais complexo por isso manter os agentes – futuros policiais penais – constantemente treinados é fundamental”.


A SAP tem desencadeado ações importantes no estado de Santa Catarina, o sentido de ampliar o número de vagas de trabalho nas unidades prisionais. “Nós temos Edital de Chamamento Público que tem parâmetros de atuação das empresas como, por exemplo, oferecer uma atividade laboral identificada coma vocação econômica da região”, comentou. “isso facilita para que o apenado quando ganha a liberdade esteja apto a ingressar no mercado de trabalho da região”.


Lima destacou ainda que a SAP tem investido na modernização das unidades e dos equipamentos de trabalho. “A Penitenciária de São Bento do Sul é um exemplo, porque está sendo construída seguindo os padrões mais modernos de arquitetura prisional, que não contempla apenas a segurança do servidores, mas também do interno, além de ter áreas específicas para salas de aula e oficina de trabalho.

2844eb28 f90f 4140 b884 8cc0f5bb05b5

Uma equipe do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) do Rio de Janeiro visitou nesta sexta-feira (21) o Centro de Atendimento Socioeducativo de Chapecó (Case). O Diretor do Dease, Zeno Tressoldi, e o gestor do Case, Matheus Rodrigo da Cruz, apresentaram a estrutura física da unidade e os trabalhos desenvolvidos com os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa para estimular a descoberta de novas habilidades produtivas. Além de biblioteca, os internos trabalham no cultivo de hortaliças, confecção de artesanato e de alimentos.

e38a08e6 df1d 49be adcf a6e90672cd71

18147902 a077 4d46 aed9 b2d2e6ab8077

4bbaeb65 2af7 4b66 84a2 db19fb2c6cba